UM POUCO SOBRE GPG

LISTANDO CHAVES

gpg --list-keys

DELETANDO CHAVES

Depois de identificar o ID da chave usando o comando acima, você pode deletar uma ou maiss chaves públicas cadastrada com o comando abaixo:

gpg --delete-key keyID1 keyID2

Você também pode deletar seu próprio par de chaves, depois de deletar sua pública usando o comando acima, delete a chave privada dessa forma:

gpg --delete-secret-key keyID1

EXPORTANDO CHAVE

Exportando uma chave pública:

gpg -ao ~/mary.key --export keyID

Caso precise exportar a privada para pode importar em outra máquina, use esse comando(e em seguida o importe da próxima sessão):

gpg --export-secret-keys keyID > private.key

IMPORTANDO CHAVE

gpg --import mary.key

CRIPTOGRAFANDO ARQUIVOS

gpg -eas -r mary@gmail.com passwd.txt

Para criptografar para vários recebedores.

gpg -eas -r jim@dominio.com -r jony@dominio.com passwd.txt

DESCRIPTOGRAFAR

gpg -d coded.asc > plain.txt

ALTERANDO PASSPHRASE

gpg --edit-key mary@dominio.com password

Obs.:password é uma palavra que faz parte do comando e não representa uma string a ser substituída pela senha a ser utilizada.

Se não digitar “password” no fim, você entrará no mode de edição da chave e digitar “help” logo em seguida do comando acima sem o ‘password” você encontrará vários comando para manipular a chave.

OBSERVAÇÕES

  • keyID: nos comandos acima, o keyID se refere ao ID da chave, que pode ser identificado com o comando de listagem de chaves ou também pode ser usado o e-mail associado a chave.
  • Opção -a: por padrão o gpg gera as saídas no formato binary, essa opção define para ASCII. Teste para ver a diferença;
  • Sempre que for gerar um arquivo, não é preciso sempre passar um arquivo. Por exemplo, sempre que tivemos uma saída como export/criptografar, podemos não passar o arquivo e a saída será lançada na tela. Veja com a opção -a, para gerar no formato ASCII.

FONTES

https://eriberto.pro.br/wiki/index.php?title=Usando_o_GnuPG

https://makandracards.com/makandra-orga/37763-gpg-extract-private-key-and-import-on-different-machine

Marcado com , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *